IDH dos estados brasileiros: Confira todas as informações AQUI!!!

Para quem desconhece o que vem a ser o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), saiba que este índice foi criado pela Organização nas Nações Unidas (ONU), como uma forma medir a qualidade de vida das populações mundiais, medindo em nível de cidade, estado e país.

Inclusive, a média utilizada pela ONU varia de 0 a 1, sendo o número “1” considerado o índice mais elevado de desenvolvimento. No entanto, para que se chegue a estes números são analisados alguns aspectos das populações. São eles:

  • Índice de escolaridade: nesse caso é calculada média de escolaridade da população adulta e também a expectativa da vida escolar.

  • Índice de renda: calculada com base na Renda Nacional Bruta (RNB), a qual avalia os mesmos parâmetros do PIB per capita, ou seja, o poder aquisitivo e também a capacidade de compra dos habitantes de um contexto “X”.

  • Nível de saúde: outro aspecto a ser analisado é o índice de saúde, o qual é calculado com base na expectativa de vida de uma população.

IDH

Desde que o Brasil entrou no mapa de análise do IDH por parte da ONU, o país vem apresentando algumas evoluções em seu desenvolvimento humano, mas cabe destacar que elas ocorrem apenas em alguns estados, enquanto outros ainda seguem com certa disparidade socioeconômica.

É justamente para que possamos entender melhor qual é o IDH de cada estado que elaboramos o artigo de hoje. Confira e faça uma boa leitura!

Lista com o IDH dos estados brasileiros

Veja a seguir qual é o IDH dos estados brasileiros, lembrando que a ONU calcula esse índice do 0 ao 1.

Também é válido mencionar que os dados abaixo foram lançados pela ONU em 2010 e atualmente não existem novas análises, o que obviamente pode ter mudado muita coisa nos últimos anos.

IDH

ESTADO

IDH (de 0 a 1)

1° Distrito Federal

0,874
2° Santa Catarina

0,840

3° São Paulo

0,833
4° Rio de Janeiro

0,832

5° Rio Grande do Sul

0,832
6° Paraná

0,832

7° Espírito Santo

0,802
8°Mato Grosso do Sul

0,802

9° Goiás

0,800

10° Minas Gerais

0,800

11° Mato Grosso

0,796
12° Amapá

0,780

13° Amazonas

0,780

14° Rondônia

0,756
15° Tocantins

0,756

16° Pará

0,755

17° Acre

0,751
18° Roraima

0,750

19° Bahia

0,742

20° Sergipe

0,742

21° Rio Grande do Norte

0, 738

22° Ceará

0,723

23° Pernambuco

0,718

24° Paraíba

0,718

25° Piauí

0,700

26° Maranhão

0,683

27° Alagoas

0,677

 

Colocação do Brasil no IDH mundial

Segundo dados que foram divulgados no ano de 2010, e que levam em consideração os números apresentados na tabela anterior, o Brasil encontra-se em 73° lugar entre os países mais desenvolvidos, com uma média de 0,699 de IDH.

No entanto, é válido mencionar que, de 2010 para cá muita coisa mudou em nosso país e este índice vem elevando-se mais e mais a cada ano, justamente porque a população brasileira esta vivendo mais e melhor.

O índice de alfabetização dos brasileiros também se elevou nos últimos anos, e isso está diretamente relacionado ao progresso econômico do país.

Disparidade social no Brasil

Mesmo que exista uma tendência a evolução econômica no Brasil, e consequentemente um crescimento do IDH do país, esse tipo de desenvolvimento humano não se dá de forma igualitária em todos os estados brasileiros.

A região nordeste, principalmente, é onde os índices de desenvolvimento humano encontram-se mais baixos, principalmente nos estados do Alagoas, Maranhão e Piauí.

Como melhorar o IDH dos estados brasileiros

IDH

Muitos sociólogos e economistas acreditam que o IDH dos estados brasileiros possa se elevar, a partir do momento em que houver maior utilização do potencial das comunidades locais.

Vale lembrar que, os melhores índices dos estados brasileiros estão pautados nos quesitos de longevidade (os brasileiros estão vivendo bem mais) e escolaridade (as taxas de analfabetismo estão cada vez menores).

Com isso, o que boa parte dos estados brasileiros ainda precisa desenvolver é o IDH brasileiro baseado na distribuição de renda, que infelizmente ainda ocorre de forma desigual em boa parte do país, dando ênfase aos estados do nordeste.

Desse modo, especialistas acreditam na importância de ações pontuais e locais para desenvolvimento do IDH. Esse tipo de ação pode se iniciar em um município, onde é possível criar projetos governamentais específicos e voltados para a melhora nos índices escolares, de renda e longevidade dos brasileiros.

Além disso, precisamos mencionar que, um problema que alimenta a desigualdade social no Brasil é a alta concentração de renda nas mãos de uma pequena parcela da população. Aliás, economistas apontam que, se utilizássemos pelo menos 20% da renda das pessoas mais ricas do país, seria possível reduzir significativamente a taxa de pobreza no país.

Por exemplo, se existe um percentual de 22% de pessoas na linha da pobreza em nosso país, com uma ação de transferência de renda, dos mais ricos para os mais pobres, seria possível sair dos 22% e ir para 7%.

É um número muito expressivo, e que apenas reforça que, mesmo que o Brasil seja considerado um país com um ótimo desenvolvimento humano, ainda existem camadas da sociedade brasileira que carecem de maior acessibilidade.

E aí? O que achou do nosso conteúdo de hoje? Você já conhecia o IDH brasileiro? Comente abaixo de qual estado você é, e como observa essas questões de desenvolvimento escolar, de renda e longevidade na sua região?

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *