Região Centro-oeste do Brasil: Conheça suas características!

A região centro-oeste do Brasil tem uma extensão considerável em nosso território nacional, somando 19% do total. Mesmo tendo uma parcela significativa de faixa de terra, os estados que constituem essa região do Brasil não são considerados muito povoados.

A saber, os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso são os estados que fazem parte da região centro-oeste, e que são classificados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), como os estados com a menor densidade demográfica do país.

Outro ponto que caracteriza a região centro-oeste do país, está em seu potencial fortalecido dentro do setor primário da economia brasileira. Com isso, vemos um especial destaque destes estados no sistema de produção agrícola e criação de bovinos. 

Caso você esteja curioso para obter maiores informações sobre a região centro-oeste do Brasil, prossiga-se com a leitura que iremos apresentar muitas outras características para esta região tão importante em nível nacional. Confira e faça uma boa leitura!

Principais dados sobre a região centro-oeste do Brasil

 Confira a seguir as informações chave sobre a região centro-oeste do Brasil de acordo com dados coletados pelo IBGE no ano de 2019:

  •  Extensão territorial ocupada pela região centro-oeste: Estima-se que a região centro-oeste do país tenha cerca de 1,6 mil km quadrados de extensão territorial, Representando 19% do território nacional.
  • Índice populacional da região: 16.297.074 habitantes
  • Renda familiar per capita (ao mês): 1727,25
  • Dados demográficos da região: 11,98 habitantes por km²
  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,753
  • Número de matrículas no ensino fundamental: 2.130.942 de estudantes;
  • Produto Interno Bruto (PIB): 632.890.000.000,00
  •  Índice de mortalidade infantil na região: 14,8

Alguns dados históricos sobre a região centro-oeste

história

No período de colonização do território brasileiro,  a região centro-oeste ficou por um bom tempo sob posse dos espanhóis, em função do chamado Tratado de Tordesilhas.

No século XVII  houve um movimento de migração dos chamados bandeirantes pertencentes à região de São Paulo em busca de minerais e pedras preciosas.

Mas além desse tipo de produção, a região acabou sendo fortemente dominada por agricultores e pecuaristas, tendo em vista que possui um tipo de relevo ideal para esse tipo de atividade econômica.

Historiadores afirmam que a ocupação definitiva da região centro-oeste se deu apenas no século XX, a partir do desenvolvimento das ferrovias e aumento do processo industrial.

Conhecendo o clima da região

clima

 No que diz respeito ao clima da região centro-oeste, o mesmo é considerado tropical continental, apesar de haver algumas áreas cuja temperatura é equatorial, subtropical e tropical de altitude.

Nas regiões de clima Continental,  podemos nos deparar com épocas de muita seca,  isso ocorre geralmente no inverno, e períodos de intensas chuvas, ocorridos principalmente no verão.

Para as regiões de clima equatorial  (maior parte do Mato Grosso) vemos chuvas com mais frequência e de modo melhor distribuído. Isso ocorre em função de grandes faixas de floresta Amazônica. 

Além disso, nas regiões de clima equatorial as temperaturas costumam ser sempre elevadas.

No caso dos lugares que possuem uma temperatura subtropical (em regiões do interior do Mato Grosso do Sul) vemos as quatro estações bem definidas, possuindo invernos rigorosos e verões quentes. As chuvas também são consideradas bem distribuídas ao longo de todo o ano.

Por outro lado, o clima tropical de altitude está presente nos relevos mais altos de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, apresentando temperaturas amenas ao longo de todo o ano.

Tipos de relevo que fazem parte da região centro-oeste

A região centro-oeste do país está marcada por três tipos específicos de relevo. São eles:

  • Planaltos: presentes principalmente nos estados de Goiás e Mato Grosso.
  • Depressões: presentes em grande parte em Goiás e Mato Grosso.
  • Planícies: mais comum na região entre Goiás e Tocantins.

Tipos de vegetação encontradas na região centro-oeste

Na região centro-oeste do Brasil podemos nos deparar com uma série de tipos de vegetação,  sendo considerado uma parte do país que possui uma das maiores diversidades, destacando-se principalmente, o cerrado e o Pantanal.

No caso do Cerrado este tipo de vegetação é típico das regiões tropicais, cujas plantas adquirem uma casca grossa e formam longas raízes. E no caso do Pantanal, vemos uma vegetação variada e é uma região marcada por muita umidade.

Economia da região 

Região Centro-oeste do Brasil

Veja abaixo quais são os principais tipos de economias existentes na região centro-oeste do Brasil:

  • Tem destaque no setor primário e terciário do país;
  • Agricultura massiva em grande parte do território (plantação de soja, milho, algodão e cana de açúcar)
  • Pecuária (criação intensiva e extensiva)
  • Indústrias (principalmente do ramo farmacêutico, fábricas de óleo de soja, frigoríficos e  indústrias de bebidas).

Aspectos culturais da região

Região Centro-oeste do Brasil

Esta região está marcada por uma série de aspectos de cunho religioso e também pela cultura indígena, tendo variadas festividades que comemoram e fazem homenagens a figuras históricas e religiosas.

Outro aspecto cultural que marca a região centro-oeste do país, está na presença massiva da música sertaneja, e inclusive, é de onde saíram parte dos cantores sertanejos que conhecemos atualmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *