Open Banking: o sistema que promete revolucionar o mercado financeiro!

Você já ouviu falar no Open Banking? Este é o sistema revolucionário do Banco Central (BC) que pretende mudar as estruturas do setor financeiro , e agora, em 2021,  passa a ser implementado em todo o território brasileiro.

Na mesma onda do Pix, o Open Banking promete nos proporcionar muitas opções de produtos e serviços financeiros, garantidos com custos menores e maior transparência aos clientes de instituições financeiras.

Dito em outras palavras, os correntistas das instituições financeiras, a partir do sistema de Open Banking, terão maior domínio sobre os seus dados bancários e acesso a ficha financeira, além de poderem determinar com qual empresa desejam compartilhar essas informações.

Para lhe esclarecer tudo sobre  o Open Banking, o Central Brasil lhe preparou um guia completo. Confira e faça uma boa leitura!

O que é o Open Banking?

O sistema Open Banking nada mais é do que um conjunto de determinações e tecnologias responsáveis pelo compartilhamento de dados e serviços de correntistas entre as instituições financeiras que fazem parte.

O funcionamento básico do Open Banking está pautado no consentimento do usuário. Desse modo, as empresas deverão  fazer o compartilhamento  de informações de pessoas físicas ou jurídicas, apenas se o usuário solicitar ou autorizar esse tipo de ação.

Open Banking

 Também é válido mencionar que, não será um aplicativo oficial Open Banking que lhe permitirá o compartilhamento, tampouco um produto. Dessa forma, fica a cargo dos clientes fazerem a solicitação dos dados mediante os apps que já utilizam em suas instituições financeiras.

Inclusive, economistas acreditam que muitos outros produtos e serviços devem ser criados a partir do momento que o open Banking foi desenvolvido no país, mas isso dentro dos pressupostos de regras da criação deste conceito.

Open Banking

Aliás, também é válido mencionar que o open Banking não é algo que existe apenas do nosso país, tendo em vista que o Reino Unido foi o pioneiro na implementação desse tipo de sistema.  também podemos ver o open Banking em países como Austrália e Índia.

No Brasil, o Open Banking permite:

  • Realização de compartilhamento de dados de cadastro dos usuários;
  • Dados Transacionais, tais como renda, conta corrente e faturamento, no caso de você ser uma pessoa jurídica.
  • Dados com relação a produtos e serviços.

Porém, esses dados só poderão ser divulgados se o usuário autorizar a instituição financeira. Inclusive, afirma-se que o processo de liberação desses dados deverá ocorrer ao longo do ano de 2021.

Quais instituições financeiras irão participar do Open Banking?

instituições financeiras

Aqui no Brasil, o Banco Central (BC)  determinou que apenas as instituições financeiras que funcionam sobre a sua própria regulação, terão direito de participar desse sistema.

Também devem estar incluídas nos grupos de instituições com PIB igual ou superior a 10% do PIB, ou que possuam algum tipo de atividade internacional considerada relevante.

As instituições financeiras que possuírem de 1% a 10% do PIB ficarão obrigadas a participar do sistema. Sendo elas:

  • Banco do Brasil;
  • Caixa Econômica Federal;
  • Bradesco;
  • Itaú;
  • Santander;
  • BNDES;
  • Citibank;
  • Credit;
  • entre outros.

Outras instituições financeiras que são utilizadas como sistemas de pagamento, tais como o Mercado Pago, Pic Pay e Nubank terão a opção de participar, mas sem obrigatoriedade.

Vantagens do sistema

Open Banking

Entre as principais vantagens que podemos observar para o sistema Open Banking, temos:

  • Os dados dos consumidores deparam totalmente protegidos, sendo fornecidos apenas se o próprio cliente autorizar.

  • Democratização na concessão de empréstimos,  já que mesmo que um cliente esteja devendo no banco B,  nada impedirá de fazer a solicitação de crédito junto ao banco B.

  • Antes esses dados eram divulgados e dificilmente uma pessoa conseguiria uma linha de crédito se estivesse devendo em outras instituições financeiras.

  • O cliente terá direito de escolher qual instituição financeira lhe oferece as melhores condições de pagamentos, créditos, investimentos, entre outros.

  • Com o Open Banking o cliente poderá fazer a construção do seu banco próprio;

  • O Open Banking prioriza a experiência do cliente.

Quais são as mudanças que vão ocorrer com a implementação desse sistema?

A partir do momento que o cliente passar a ter maior controle sobre os seus dados, ficará mais acessível o sistema para abertura de contas e fazer a aquisição de bens, produtos e serviços.

Open Banking

 

No caso das empresas, observaremos a partir de agora um grande movimento das empresas por chamar atenção de seus clientes, criando sistemas atrativos, o que tende a otimizar os serviços e reduzir os custos de determinados tipos de tarifas.

Quando estará em funcionamento?

Estima-se que o Open Banking esteja disponível para os seus usuários  na metade deste ano, mais precisamente a partir de 15 de julho de 2021. No entanto, no mês de fevereiro de 2021 já vimos um movimento de implementação em algumas instituições participantes.

Considerações Finais

 Ao longo do nosso artigo de longe, você ficou conhecendo um pouco mais sobre o universo do Open Banking e agora saberá como usufruir corretamente desse tipo de serviço que pretende estar em alta no ano de 2021.

Gostou do nosso conteúdo? Deixe seu feedback nos comentários!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *